Fundação Instituto Fernando Henrique Cardoso

Vida e obra de FHC

Sociólogo, professor e pesquisador, escreveu sobre mudança social, desenvolvimento e democracia. Foi senador, ministro das Relações Exteriores e da Fazenda, e presidente da República.

Livros

Esta seção apresenta os livros publicados por Fernando Henrique Cardoso como autor e co-autor.

  • Diários da Presidência: 1995-1996

CARDOSO, Fernando Henrique. Diários da Presidência: 1995-1996. São Paulo: Companhia das Letras, 2015. v. 1 (929 p.). ISBN 9788535926545.

Sinopse

A articulação política para a formação do governo. O necessário convívio com o fisiologismo. As intrigas palacianas. Os atritos com o Congresso. A negociação com os setores retrógrados. A reforma do Estado. A solidão. Durante seus dois mandatos como Presidente da República (a primeira entrada data de 25 de dezembro de 1994, quando o presidente eleito mas não empossado reflete sobre a composição do ministério), Fernando Henrique Cardoso manteve o hábito quase semanal de registrar, num gravador, o dia a dia do poder.

Os diários têm a franqueza das confissões deixadas à posteridade – como de fato era a intenção original do autor. Neles transparecem as hesitações do cotidiano, os julgamentos duros de amigos próximos, os pontos de vista que mudam com os fatos, as afinidades que se criam e as que arrefecem. Para o leitor, são não só uma janela aberta para a intimidade do poder como uma ferramenta valiosa para a compreensão do Brasil contemporâneo.

 

  • A miséria da política

CARDOSO, Fernando Henrique. A miséria da política: crônicas do lulopetismo e outros escritos. Organização de Miguel Darcy de Oliveira. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2015. 349 p. ISBN 9788520012833.

Sinopse

A miséria da política reúne textos escritos por Fernando Henrique Cardoso entre 2010 e 2015. Publicados em jornais de grande circulação ou apresentados em conferências no país e no exterior, traçam um panorama da “crise moral” que assombra o Brasil, e apontam direções possíveis para a reinvenção da política e para o fortalecimento da democracia.

Como José Serra diz na orelha do livro: “Em cada artigo, em cada análise, em cada julgamento moral, em cada rumo que traça para os que nele se inspiram, Fernando Henrique não abandona em momento algum a coerência de princípios, o rigor da análise e a referência ao bem público como objetivo maior. O intelectual, no autor, faz da capacidade analítica uma barreira contra o ‘realismo’ oportunista; enquanto o político, nele, combate o voluntarismo com a força da realidade.”

 

  • O improvável Presidente do Brasil

CARDOSO, Fernando Henrique; WINTER, Brian. O improvável presidente do Brasil: recordações. Prefácio de Bill Clinton; tradução de Clóvis Marques. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2013. 365 p., il., fotos. Título original: The accidental president of Brazil: a memoir. ISBN 9788520012093.

Sinopse

Em 1993, Fernando Henrique Cardoso, então ministro da Fazenda, herdou um país em frangalhos. A inflação chegava a inacreditáveis 3.000%, um presidente tinha sofrido impeachment por corrupção e começavam a circular rumores de outro golpe militar. Muitos consideravam o Brasil um país ingovernável. Mas, em uma tumultuada década como ministro da Fazenda e em seguida presidente, FHC provou que estavam errados. Assumiu a presidência de uma jovem democracia com uma economia instável e, segundo a obra, transformou o Brasil em uma nação madura e próspera. Estas memórias contam a história de sua notável liderança como presidente, de sua vida pessoal, de seus encontros com outras personalidades históricas e de seu amor da vida inteira pelo Brasil.


  • Pensadores que inventaram o Brasil

CARDOSO, Fernando Henrique. Pensadores que inventaram o Brasil. Posfácio de José Murilo de Carvalho. São Paulo: Companhia das Letras, 2013. 329 p. ISBN 8535922873; ISBN 13 9788535922875.

Sinopse

O livro contém textos sobre Antonio Candido, Caio Graco Jr., Celso Furtado, Euclides da Cunha, Florestan Fernandes, Gilberto Freyre, Joaquim Nabuco, Paulo Prado, Raymundo Faoro, Sergio Buarque de Holanda, todos eles autores que se dedicaram a explicar a “formação do Brasil”. Alguns desses escritos foram publicados na revista Senhor Vogue, em 1978; outros são ensaios inéditos e os demais capítulos, todos revisitados pelo autor, são homenagens ou introduções para edições mais recentes de livros de alguns desses intelectuais. O fio condutor desta seleção acompanha, portanto, 35 anos de reflexões sobre o Brasil. 

 

 

  • A soma e o resto

CARDOSO, Fernando Henrique. A soma e o resto: um olhar sobre a vida aos 80 anos, em depoimento a Miguel Darcy de Oliveira. Organização e prefácio de Miguel Darcy de Oliveira. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2011. 191 p. ISBN 9788520010846.

Sinopse

O livro reconstitui mais de 10 horas de conversas gravadas nas semanas que antecederam a celebração dos 80 anos autor. Entre evocação do passado, esforço de elucidação do presente e olhar sobre o futuro, expressa o fio de uma vida, de uma obra e de um pensamento. A história está presente bem como as sociedades em movimento e os desafios de um mundo novo emergindo, mas comparecem também os familiares, os grandes professores, os Amigos, os muitos encontros que teve pela vida afora.              

             

     

  • Xadrez internacional e social-democracia 

CARDOSO, Fernando Henrique. Xadrez internacional e social-democracia. São Paulo: Paz e Terra, 2010. 224 p. Bibliografia. ISBN 9788577531301.

Sinopse

O livro reúne vários ensaios, escritos no final da década de 2010, avaliando os efeitos das transformações econômicas e políticas globais sobre o Brasil e a América Latina. Ao relatar e analisar as distinções entre os percursos políticos e sociais dos países latino-americanos, mostra como se tornou vã a referência genérica à região. Cada país constrói formas de organização e de reação às pressões sociais, aos estímulos econômicos e à maneira de ordenar o poder político, que parecem como dadas, mas podem ser reconstruídas e criar uma nova dinâmica social. 

  • Discursos selecionados do Presidente Fernando Henrique Cardoso 

BRASIL. Presidente (1995-2002: FHC). Discursos selecionados do Presidente Fernando Henrique Cardoso. Organização de Miguel Darcy de Oliveira. Brasília: Fundação Alexandre de Gusmão, 2010. 90 p. ISBN 9788576311911.

Acesso

Este livro está disponível pela internet, no site da Fundação Alexandre de Gusmão, no endereço eletrônico:

http://www.funag.gov.br/biblioteca-digital/pdfs_livros/lancamentos/pdf_discursos-fhc

  • Relembrando o que escrevi: da reconquista da democracia aos desafios globais 

CARDOSO, Fernando Henrique. Relembrando o que escrevi: da reconquista da democracia aos desafios globais. Organização de Miguel Darcy de Oliveira. 2. ed. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2010. 195 p. ISBN 9788520009581.

Sinopse

O livro é uma reconstituição do pensamento de Fernando Henrique Cardoso a partir de entrevistas e artigos publicados entre 1972 e 2006. Os temas em debate –  liberdade e democracia, sociedade e estado, desenvolvimento e globalização — situam-se na intersecção entre política, economia e cultura.

Elogio do diálogo e do pensamento crítico ao invés da intolerância e da demagogia, as palavras de Fernando Henrique reconstituem uma trajetória de vida. 

  • Cartas a um jovem político: para construir um país melhor

 CARDOSO, Fernando Henrique. Cartas a um jovem político: para construir um país melhor. Rio de Janeiro: Elsevier, 2006. 194 p. (Cartas a um jovem…). ISBN 85-352-1866-1.

Sinopse

Direcionado para jovens que desejam entrar na vida política ou homens públicos em busca de respostas, este livro fala da necessidade de um processo contínuo de aperfeiçoamento e responde a dúvidas relacionadas à formação do político. Num tom coloquial, Fernando Henrique, procura transmitir lições que aprendeu dentro e fora do governo e conhecimentos adquiridos ao longo da vida: “…Na vida política, ou você tem vocação para servir o público, ou é melhor não tentar.” 

  • A arte da política – a história que vivi

 CARDOSO, Fernando Henrique. A arte da política: a história que vivi. Coordenação editorial: Ricardo A. Setti. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2006. 699 p. ISBN 85-200-0735-X.

Sinopse

Primeiro relato de um ex-presidente brasileiro sobre seu período de governo, repleto de reminiscências, revelações e análises sobre a história que lhe foi permitido viver e na qual procurou interferir à luz de princípios morais, de conceitos filosóficos e de sua experiência como cientista social.

O sociólogo elucida momentos especiais de sua trajetória na política como senador, ministro e presidente da República, recorrendo a seus mestres da teoria política como Maquiavel, Max Weber e Norberto Bobbio.

 

  • The Accidental President of Brazil: a memoir

CARDOSO, Fernando Henrique; WINTER, Brian. The accidental President of Brazil: a memoir. Foreword by Bill Clinton. New York: PublicAffairs, 2006. ix, 292 p. ISBN 978-1-58648-324-1; 978-1-58648-324-2.

Sinopse

Especialmente escrito para o público norte-americano, o autor recupera a experiência política de sua família e segue sua própria trajetória intelectual e política até a sua atuação de Presidente da República, oferecendo ao leitor estrangeiro um século de história do Brasil, num vasto painel dos desafios econômicos que uma nação tão complexa procura ultrapassar e das contradições que seus políticos tentam reconciliar.

  • Negros em Florianópolis: relações sociais e econômicas

CARDOSO, Fernando Henrique. Negros em Florianópolis: relações sociais e econômicas. Florianópolis: Insular, 2000. 208 p. ISBN 8574740519.

(Re-impressão da monografia incluída em: Cardoso, F.H. & Ianni, O. Cor e mobilidade social em Florianópolis: aspectos das relações entre negros e brancos numa comunidade do Brasil meridional. São Paulo: Companhia Editora Nacional (Coleção Brasiliana, vol. 307).

Sinopse

Ver : CARDOSO, Fernando Henrique e Octávio Ianni, O. Cor e mobilidade social em Florianópolis: aspectos das relações entre negros e brancos numa comunidade do Brasil meridional. São Paulo: Companhia Editora Nacional (Coleção Brasiliana, vol. 307). 1962

 

  • Charting a new course: the politics of globalization and social transformation

CARDOSO, Fernando Henrique. Charting a new course: the politics of globalization and social transformation. Edited and introduced by Mauricio A. Font. Lanham, Maryland: Rowman & Littlefield, 2001. 334 p. ISBN 0-7425-0893-5.

Sinopse

Análise da trajetória intelectual de Fernando Henrique Cardoso como um dos aspectos importantes das transformações econômicas e políticas do Brasil da segunda metade do século XX. O sociólogo cubano-americano Maurício Font põe o foco no legado de um movimento intelectual mundialmente reconhecido no início dos anos 1960 e que foi evoluindo ao responder às demandas da vida política nacional e latino-americana.

Ao acompanhar passo a passo, em 26 capítulos, toda a obra escrita de Cardoso, o leitor percebe a constância de duas linhas de reflexão, distintas e complementares. A primeira delas gira em torno dos problemas econômicos e políticos ligados aos contextos histórico-estruturais desses países, e a outra discute questões de método.

Subjacente a elas está a pergunta: como descrever e explicar o resultado da combinação do processo político e do processo econômico? Quais as condições de se democratizar a sociedade e institucionalizar democraticamente a vida política? Como tornar o nosso mundo mais inteligível? Ou latino-americana? Ou como?

“A volume tracing Fernando Henrique Cardoso’s intellectual trajectory is surely long overdue. One of the very top social scientists and thinkers from Latin America, his ideas about development and social change, dependency and globalization, Western Hemisphere dynamics, democracy, and reform have received worldwide attention since his early works in the 1960s. (…) His ideas about reform and the politics of change are of major significance in understanding political and economic developments in contemporary world.” (from Acknowledgments, by Mauricio Font).

 

  •  O Presidente segundo o sociólogo: entrevista de Fernando Henrique Cardoso a Roberto Pompeu de Toledo 

CARDOSO, Fernando Henrique. O Presidente segundo o sociólogo: entrevista de Fernando Henrique Cardoso a Roberto Pompeu de Toledo. São Paulo: Companhia das Letras, 1998. 366 p. ISBN 85-7164-769-0.

Sinopse

O livro é uma entrevista abrangente, concedida ao jornalista Roberto Pompeu de Toledo entre outubro e novembro de 1997, no meio do primeiro mandato na Presidência da República.

Ela inclui uma ampla gama de temas abordados pelo entrevistado sob a dupla lente de sociólogo e político, repartidos em capítulos que podem ser lidos fora da sequência.

O Presidente analisa o Brasil do passado e do presente, desde a herança da escravidão, passando pela queda do muro de Berlim até as dificuldades do federalismo brasileiro, bem como os rumos do governo e da oposição e as tendências do mundo contemporâneo.

 

  • O mundo em português: um diálogo

CARDOSO, Fernando Henrique; SOARES, Mário. O mundo em português: um diálogo. São Paulo: Paz e Terra, 1998. 358 p. ISBN 85-219-0314-6.

Sinopse

Entre Brasília e São Paulo, Fernando Henrique Cardoso e Mário Soares gravaram dez horas de conversa solta sobre Brasil, Portugal e o mundo, passando em revista o percurso histórico e os problemas atuais de ambos os países à luz do proceso de globalização. O prefácio e a edição final dos diálogos são obra de Mário Soares.

CARDOSO, Fernando Henrique; SOARES, Mário. El mundo en portugués: un diálogo. Traducción de Guillermo Palacios. México: El Colégio de México; Fideicomiso História de las Américas; Fondo de Cultura Económica, 2000. 298 p. (Sección de Obras de Historia. Historia de las Américas. Serie Ensayos y Serie Estudios). Título original: O mundo em português. ISBN 968-16-6058-7.

CARDOSO, Fernando Henrique; SOARES, Mário. Lumea în portugheza: un dialog. Traducere de Iulia Baran. Bucuresti: Fundatiei Culturale Române, 2001. 320 p. Título original: O mundo em português. ISBN 973-577-308-2.

  • Avança Brasil

CARDOSO, Fernando Henrique. Avança Brasil: mais 4 anos de desenvolvimento para todos, proposta de governo. Brasília: [s.n.], 1998. 332 p.

 

  • Mãos à obra Brasil: proposta de governo

CARDOSO, Fernando Henrique. Mãos à obra Brasil: proposta de governo. Brasília: [s.n.], 1994. 300 p.

 

  • A construção da democracia

CARDOSO, Fernando Henrique. A construção da democracia: estudos sobre política. São Paulo: Siciliano, 1993. 272 p. ISBN 85-267-0548-2.

Sinopse

Coletânea de textos que buscam entender o Brasil posterior à instauração do regime militar em 1964. Discute a natureza do regime, seus pontos fortes e seus problemas.

Tem relevo o tema da transição para a democracia e os dilemas da consolidação de uma ordem democrática. Os últimos ensaios do livro refletem a crescente participação política do autor e suas interrogações sobre a teoria da representação e a questão dos partidos.

CARDOSO, Fernando Henrique. Izgradnja demokatije: studije o politici. 3. ed. [Belgrado]: Nea, [2003]. 284 p. Título original: A construção da democracia: estudos sobre política. 

  • The new global economy in the information age: reflections on our changing world

CARNOY, Martin; CASTELLS, Manuel; COHEN, Stephen S., CARDOSO, Fernando Henrique. The new global economy in the information age: reflections on our changing world. University Park, PA: Pennsylvania State University Press, 1993. 170 p. ISBN 0271009101.

Sinopse

Ao analisar o novo contexto econômico em que operam os estados-nações, os autores confrontam-se com vários temas e, mais particularmente, de que maneira estará mudando a política do desenvolvimento nacional na era Pós-Guerra Fria da informação. Concluem que não se pode separar a nova economia da nova sociedade e que política nacional e política internacional são o cimento com o qual ambas são ligadas.

  • Economia e movimentos sociais na América Latina

 CARDOSO, Fernando Henrique; SORJ, Bernardo; FONT, Maurício Augusto (Orgs.). Economia e movimentos sociais na América Latina. São Paulo: Brasiliense, 1985. 323 p.

Sinopse

 Resultado de um seminário organizado pelo Centro Brasileiro de Análise e Planejamento – CEBRAP, em março de 1982, o livro reúne os textos apresentados por cientistas sociais da América Latina, Estados Unidos e Europa e se divide em duasseções.

Elas tratam, respectivamente, das perspectivas teóricas e metodológicas e de estudos de caso sobre a consolidação sócio-política do setor exportador.

O texto assinado por Cardoso é a primeira tradução em língua portuguesa do Prefácio escrito, em 1978, para a primeira edição em língua inglesa do livro Dependência e Desenvolvimento na América Latina, em coautoria com Enzo Faletto.

 

  • A democracia necessária

 CARDOSO, Fernando Henrique. A democracia necessária. Campinas, SP: Papirus, 1985. 92 p.

 Sinopse

Nas três conferências proferidas no início dos anos 1980 e reunidas neste livro, o autor contribui para a discussão das questões postas pela gestação de uma democracia nova após vinte anos de ditadura e das dúvidas consequentes quanto à possibilidade de realizar mudanças a favor da maioria de uma população cindida pelas desigualdades e a miséria.

  

  • Perspectivas: Fernando Henrique Cardoso, idéias e atuação política

 CARDOSO, Fernando Henrique. Perspectivas: Fernando Henrique Cardoso, idéias e atuação política. Organização de Eduardo P. Graeff. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1983. 216 p. (Estudos Brasileiros, v. 70).

Sinopse

Organizada por Eduardo Graeff, a coletânea de artigos, depoimentos e entrevistas abrange o período de 1978, quando Cardoso é eleito suplente de senador até 1983 quando substituiu André Franco Montoro eleito governador do Estado de São Paulo. Passa por temas caros àquela época: a crise dos modelos revolucionários e o surgimento de novos atores sociais. Revela-se também a criatividade teórica que o autor dos textos trouxe para o interior da vida política, ou seja a dúvida e o questionamento constante que caracterizam o ser intelectual.

  • O novo socialismo francês e a América Latina

TRINDADE, Hélgio; CARDOSO, Fernando Henrique (Orgs.). O novo socialismo francês e a América Latina. Tradução de Cleuza Vieira Vermer dos textos de Alain Rouquié, Alain Touraine, Georges Lavau, Pascal Perrineau. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1982. 185 p. (O Mundo, Hoje, v. 37).

Sinopse

Coletânea de textos inéditos sobre a experiência socialista do governo de François Mitterrand e as lições a serem extraídas pela América Latina em geral e pelo Brasil em particular. Ao lado de Celso furtado, comparecem Alain Touraine, Alain Rouquié, , Pascal Perrineau e Georges Lavau.

           

  • As idéias e seu lugar

CARDOSO, Fernando Henrique. As idéias e seu lugar: ensaios sobre as teorias do desenvolvimento. Petrópolis: Vozes; São Paulo: Cebrap, 1980. 163 p. (Cadernos Cebrap, n. 33).

Sinopse

Este livro analisa os debates intelectuais e ideológicos ocorridos a partir dos anos 1950, assinalando os males da mitificação dos modelos culturais dos países desenvolvidos. As “idéias fora do lugar” não conseguem resolver os problemas crônicos da região acarretados pela miséria, pelo desemprego e pela violência. Faz uma revisão da teoria “latino-americana” do desenvolvimento produzida pela CEPAL (Comissão Econômica para América Latina), bem como das diversas teorias da dependência. Ao desmontar os mecanismos da industrialização dependente, o autor mostra que essa “interdependência” provocou uma profunda transformação da estrutura da sociedade, com a emergência de uma demanda renovada de igualdade e de um desenvolvimento para todos. Os últimos capítulos sinalizam a emergência da Nova Ordem Mundial e, com ela, de um novo debate intelectual e de novos conceitos como “um outro desenvolvimento”, “o eco-desenvolvimento”, “self-reliance”, prenunciando o que chamamos hoje de “desenvolvimento auto-sustentado”.

    

  • Política & sociedade

CARDOSO, Fernando Henrique; MARTINS, Carlos Estevam (Orgs.). Política & sociedade. São Paulo: Nacional, 1979. 2 v. (Biblioteca Universitária. Série 2 – Ciências Sociais, v. 53 e 54).

Sinopse

Essa antologia de textos de ciência política comporta dois volumes tratando sobre as seguintes áreas:

Volume I: os conceitos básicos da ciência política; o Estado; os regimes políticos; os processos políticos que interligam a sociedade e o Estado.

Volume II: as organizações (partidos e outras) e os movimentos políticos; as ideologias; os processos de mudança de estruturas políticas (revoluções, reformas e movimentos sociais); as relações internacionais.

Propositadamente não há textos de autores brasileiros.

  •  Democracia para mudar

CARDOSO, Fernando Henrique. Democracia para mudar: Fernando Henrique Cardoso em 30 horas de entrevistas. Organização de José Augusto Guilhon Albuquerque. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1978. 108 p. (Coleção Documentos da Democracia Brasileira, v. 4).

Sinopse

Edição de 30 horas de entrevistas de Fernando Henrique Cardoso publicadas entre 1974 e 1978 em vários jornais e revistas brasileiros e estrangeiros. As questões tratadas foram agrupadas por temas nos diferentes capítulos, por J. A. Guilhon de Albuquerque e outros colaboradores. 

  • Amazônia: expansão do capitalismo

CARDOSO, Fernando Henrique; MÜLLER, Geraldo. Amazônia: expansão do capitalismo. São Paulo: Brasiliense; Cebrap, 1977. 208 p., mapas.

Sinopse

 Resultado de um levantamento feito por pesquisadores do CEBRAP entre 1973 e 1974, o livro trata basicamente do desmatamento amazônico processado com base nos padrões de acumulação e de dominação implantados a partir do Centro-Sul do país. Revela a nova expansão do capitalismo processando-se mediante a criação de empresas nacionais e estrangeiras incentivadas pelo Estado autoritário, com grandes custos sociais.

  • Autoritarismo e democratização

CARDOSO, Fernando Henrique. Autoritarismo e democratização. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1975. 240 p. (Estudos Brasileiros, v. 3).

Sinopse

Coletânea de ensaios com dois eixos principais. O primeiro procura caracterizar as formas predominantes de autoritarismo e os modos pelos quais se organiza a acumulação capitalista no Brasil em alguns países latino-americanos. O segundo busca delinear as insuficiências das soluções autoritárias e onde e de que forma são possíveis alternativas democráticas e igualitárias. Publicado em 1965, em pleno regime militar, o livro foi muito lido e discutido pelas diversas tendências da esquerda da época porque propunha e explicava claramente uma solução não armada para a redemocratização: (…) “é preciso ir tecendo os fios da sociedade civil de tal forma que ela possa expressar-se na ordem política e possa contrabalançar o Estado, tornando-se parte da realidade política da nação.

  • São Paulo 1975: crescimento e pobreza

CAMARGO, Candido Procópio Ferreira de; CARDOSO, Fernando Henrique et al. São Paulo 1975: crescimento e pobreza. Apresentação de D. Paulo Evaristo Arns. Estudo realizado para a Pontifícia Comissão de Justiça e Paz da Arquidiocese de São Paulo por Candido Procópio Ferreira de Camargo, Fernando Henrique Cardoso, Frederico Mazzucchelli, José Álvaro Moisés, Lúcio Kowarick, Maria Hermínia Tavares de Almeida, Paul Israel Singer e Vinícius Caldeira Brant. 5. ed. São Paulo: Loyola, [1976?]. 155 p., il.

Sinopse

A monografia é o resultado de várias pesquisas realizadas na região metropolitana de São Paulo por pesquisadores do Centro Brasileiro de análise e Planejamento – CEBRAP em 1975, a pedido da Pontificia Comissão de Justiça e Paz da Arquidiocese de São Paulo.

Com uma Introdução de Dom Paulo Evaristo, Cardeal Arns, o texto apoiado em sólidas estatísticas retrata as condições urbanas de existência da população paulistana e registra peculiaridades e particularmente, a exacerbação do contraste entre acumulação e pobreza.

Em plena época de autoritarismo militar, de inibição dos movimentos sociais de reivindicação e de “extraordinário crescimento econômico”, essas pesquisas demonstravam que o desenvolvimento e a pobreza eram duas faces da mesma moeda e que “uma organização social que beneficiasse realmente os trabalhadores só poderia estar assentada em amplas liberdades populares”.

  •  Os partidos e as eleições no Brasil

CARDOSO, Fernando Henrique; LAMOUNIER, Bolívar (Coords.). Os partidos e as eleições no Brasil. Rio de Janeiro: Paz e Terra; Cebrap, 1975. 262 p., il. (Estudos Brasileiros, v. 6).

Sinopse

Trabalhando sobre resultados eleitorais de antes e depois de 1964 e comparando-os com os resultados eleitorais de 1974, em várias regiões do país, diversos cientistas sociais apresentam nessa coletânea de ensaios um quadro expressivo da realidade política brasileira daquele momento e das perspectivas abertas. Analisam em profundidade as eleições em S. Paulo, Minas Gerais e no Rio Grande do Sul, bem como variações inter-regionais e o voto rural permitindo uma avaliação do sistema representativo.

          

  • O modelo político brasileiro e outros ensaios

CARDOSO, Fernando Henrique. O modelo político brasileiro e outros ensaios. São Paulo: Difusão Européia do Livro (Difel), 1972. 216 p. (Corpo e Alma do Brasil, 35 – Direção de Fernando Henrique Cardoso).

Sinopse

 Nessa coletânea de ensaios, o autor preocupou-se em mostrar aspectos novos, naquele momento, da vida política e econômica no Brasil e na América Latina. Alguns capítulos discutem questões de metodologia, outros abordam temas como as formas de autoritarismo burocrático, modelos de desenvolvimento dependente-associado, o papel do Estado, das classes e dos partidos.

       

           

  • Política e desenvolvimento em sociedades dependentes: ideologias do empresariado industrial argentino e brasileiro

CARDOSO, Fernando Henrique. Política e desenvolvimento em sociedades dependentes: ideologias do empresariado industrial argentino e brasileiro. Rio de Janeiro: Zahar, 1971. 221 p. (Biblioteca de Ciências Sociais).

Sinopse

Versão ligeiramente diferente da tese para o concurso da cadeira de Política da Universidade de São Paulo (1968), o livro apresenta o resultado de varias pesquisas de campo. Umas feitas pelo autor no ILPES (Cepal/Chile), entre 1965 e 1966 e, outras, em colaboração com pesquisadores do Brasil e da Argentina, e abrangeram problemas mais gerais da formação e do comportamento do empresariado industrial.

O capítulo inicial é uma revisão teórica e metodológica das linhas de pensamento que classicamente inspiraram a formação da política como disciplina científica, as quais consideram “o significado das ideologias e dos valores para a ciência” e a explicitação da proposta de um paradigma histórico-estrutural para determinar as relações mais amplas entre ideologías e estruturas sociais.

  • América Latina: ensayos de interpretación sociológico-política

CARDOSO, Fernando Henrique; WEFFORT, Francisco Correa, 1937- (Eds.). América Latina: ensayos de interpretación sociológico-política. Santiago de Chile: Universitaria, 1970. 385 p. (Colección Tiempo Latinoamericano – Direção de Fernando Henrique Cardoso, Aníbal Pinto e Osvaldo Sunkel).

Sinopse

Essa coletânea reúne trabalhos de alguns dos mais representativos sociólogos da América Latina com sua variedade de orientações teóricas, como por exemplo: a influência marxista em Antonio Garcia, a tradição weberiana em Medina Echavarria ou variações do estrutural-funcionalismo em Gino Germani e Aldo Solari. Entre os cientistas brasileiros, além dos organizadores, comparecem Hélio Jaguaribe, Florestan Fernandes e Gláucio Soares.

  • Dependência e desenvolvimento na América Latina

& FALETTO, E. Dependencia y desarrollo en América Latina. México: Siglo XXI.

Sinopse

Sob forma de relatórios de pesquisa, as versões iniciais de Dependência e desenvolvimento na América Latina datam de 1965, mas o livro só foi publicado em 1969, no México. Marco da sociologia latino-americana, seus autores formularam um esquema de interpretação com ênfase na dinâmica política entre as classes e grupos sociais, no interior de cada país. Deram um papel relevante às opções ideológicas e às alternativas que o movimento da história abria em cada situação específica. Ao mesmo tempo, insistiram nas variações no modo de relacionamento das economias dos países periféricos com as economias desenvolvidas e mostraram que esses distintos modos de relações criavam teias políticas e de interesse que, unindo setores dos dois tipos de economias, as desenvolvidas e as subdesenvolvidas, moldavam formas distintas de desenvolvimento político e social em cada país da região.

Ao oferecer uma visão sintética de uma região diversificada, mas com pontos de identidade entre os vários países que a compõem, este livro foi inovador por quebrar o simplismo de considerar todas as situações de dependência como iguais e submetidas mecanicamente à “lógica do capital” e porque os autores, ao descrever “a nova dependência”, fizeram uma das primeiras caracterizações do que se designa hoje “globalização”. Quarenta anos depois do lançamento, Dependência e desenvolvimento da América Latina continua obra fundamental para entender a trajetória da região.

  • Mudanças sociais na América Latina

CARDOSO, Fernando Henrique. Mudanças sociais na América Latina. São Paulo: Difusão Européia do Livro (Difel), 1969. 238 p., il. (Corpo e Alma do Brasil, 27).

Sinopse

Coletânea de artigos, a maior parte escrita entre 1964 e 1967, referidos ao Brasil e a países da América Latina. Embora a amplitude dos temas, todos lidam com os problemas da estrutura social e política de países subdesenvolvidos. Segundo o autor, os artigos “foram escritos com uma inspiração teórica e metodológica comum” para analisar as possibilidades, condições e limites do desenvolvimento em cada país.

  • Cuestiones de soliología del desarrollo en América Latina

CARDOSO, Fernando Henrique. Cuestiones de sociología del desarrollo en América Latina. Santiago de Chile: Universitaria, 1968. 180 p. (Imagen de América Latina, 3).

Sinopse

 Coletânea de artigos publicados entre 1964 e 1967 sobre o processo de industrialização em alguns países da América Latina, a urbanização e mudanças sociais decorrentes.

  • Empresário industrial e desenvolvimento econômico no Brasil 

CARDOSO, Fernando Henrique. Empresário industrial e desenvolvimento econômico no Brasil. São Paulo: Difusão Européia do Livro (Difel), 1964. 196 p. (Corpo e Alma do Brasil, 13 – Direção de Fernando Henrique Cardoso).

Sinopse

Resultado de pesquisas desenvolvidas com industriais de várias cidades brasileiras, o livro foi apresentado em 1963 como tese de livre-docência de Sociologia (FFCL/USP). O autor discute um tema sociológico novo na época: a participação dos empreendedores industriais no desenvolvimento do Brasil. A ênfase interpretativa é colocada nos problemas de criação de novas condições sociais para a ação econômica, procurando entender como elas permitem a expansão de um capitalismo industrial: como os empresários industriais brasileiros aproveitam as alternativas existentes e respondem às exigências da situação?

  • Capitalismo e escravidão no Brasil Meridional

Capitalismo e escravidão no Brasil meridional: o negro na sociedade escravocrata do Rio Grande do Sul. São Paulo: Difel, 1962. (Tese de doutorado, PhD thesis)

Sinopse

Originalmente tese de Doutoramento defendida na Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras da Universidade de São Paulo, em 1961, o livro apresenta uma análise dos processos de constituição e desagregação da sociedade escravocrata rio-grandense, vistos a partir da situação social que o negro nela assumia. Com intenção interpretativa e compreensiva, o autor reconstrói a totalidade social concreta que resultou da interação entre senhores e escravos na sociedade gaúcha. A abordagem metodológica está explicitada na Introdução.

     

  • Homem e Sociedade: leituras básicas de sociologia geral

CARDOSO, Fernando Henrique; IANNI, Octavio (Orgs.). Homem e sociedade: leituras básicas de sociologia geral. São Paulo: Companhia Editora Nacional, 1961. viii, 317 p. (Biblioteca Universitária. Série 2ª – Ciências Sociais, v. 5).

Sinopse

Destinada a estudantes universitários e todos aqueles que desejem conhecer os fundamentos da sociologia, essa coletânea reúne textos escolhidos de autores alemães, franceses, norte-americanos e outros, que propiciam um primeiro contato com as diversas orientações e os diferentes esquemas conceituais do pensamento sociológico do momento. As numerosas reedições desse livro testemunham sua grande receptividade nos meios universitários.

 

  • Côr e mobilidade social em Florianópolis

CARDOSO, Fernando Henrique; IANNI, Octávio. Côr e mobilidade social em Florianópolis: aspectos das relações entre negros e brancos numa comunidade do Brasil meridional. Prefácio de Florestan Fernandes. São Paulo: Companhia Editora Nacional, 1960. xl, 286 p. (Brasiliana, v. 307).

Sinopse

 Focalizando as condições econômico-sociais de convivência entre escravos e senhores, no passado, e brancos e negros, no presente, os autores isolaram e analisaram os fatos que melhor exprimissem a formação, as transformações, os dilemas e o estado, naquela época, das relações entre uns e outros. O estudo foca especialmente como operam, na atualidade da segunda metade dos anos 1950, os obstáculos fundamentais à ascensão social dos negros e mulatos.

A primeira parte, redigida por Fernando Henrique Cardoso, que foi sua dissertação de Mestrado, foi republicada em 2000 sob o título Negros em Florianópolis. Relações sociais e econômicas, com a mesma Introdução de Florestan Fernandes, com a revisão do autor e uma nova Apresentação de Paulino de Jesus Cardoso.